Ainda te amo

domingo, março 11, 2012

Créditos: We♥it

Ela já chorou tanto que suas lágrimas secaram. Pobre coitada foi lhe tirado até a liberdade de chorar. De amar. Pega o telefone e disca o numero que tanto custou em decorar mas antes mesmo que chame, ela desiste de ligar. Faz isso todos os dias, cinco vezes antes de ir dormir, mas sempre desistindo. Olha de hora em hora o celular com a esperança que tenha alguma mensagem ou ligação perdida, mas tudo o que vê são horas. Horas iguais, que a faz lembrar de superstições tolas. Malditas horas iguais, malditas superstições!

Quando está com seus amigos tenta parecer a mesma menina alegre de sempre, mas é só ficar sozinha que sua face muda e aquele olhar perdido e triste aparece. Falta algo. Falta alguém. Falta ele. Falta aquele por quem um dia ela chegou a dedicar todos os seus pensamentos, sonhos, confissões e desejos. Falta ele. Falta aquele que está distante. Vivendo. Sem sentir falta da garota a quem um dia jurou amor, sem saber que ela sente falta dele. Sem saber que nela, ainda existe amor.

Você também vai gostar

1 Comentários

Seguidores