Era amor...

domingo, setembro 08, 2013

Créditos: We♥it
Eu sei que errei contigo e te dou todo o apoio para ter raiva de mim, mas por favor presta atenção no que tenho para te falar. Em toda minha vida, você esteve ao meu lado sempre fazendo tudo por mim e eu terminei sendo uma mal agradecida. Quero que saiba que eu nunca quis te usar, nunca foi essa a minha intenção. Sei que te magoei muito e que talvez agora não adiante te pedir perdão.

Passei dias a fio tentando entender o que aconteceu conosco, em como pude ser tão tola que não percebi o teu amor; que teus gestos, teu olhar e o timbre da tua voz revelavam o quanto me amava e eu nunca percebi, pelo menos até agora. Sabe, as vezes paro para pensar e acho que posso até ter percebido algo, e que talvez eu não quisesse acreditar que estivesse gostando de mim. É, pode ter sido isso. Mas e se não foi? E se eu não tivesse percebido antes? Tu me conhece, sabes bem o quão distraída sou quando as questões são relacionadas ao amor. Que se não dizer que me ama eu nunca irei perceber. Tu bem sabes disso. Mas essa questão agora não vem ao caso, não é? Porém, eu preciso saber, por quê você nunca me falou o que sentia por mim antes? Ficou tanto tempo calado.

Todos os momentos em que passamos juntos foram tão especiais para mim. A ida ao cinema para assistir aquele filme de terror que tu tanto queria ver e que fui contigo mesmo tendo medo, os telefonemas no meio da noite para contar como foi o dia, as risadas que dávamos quando estávamos juntos, o momento de cantoria quando a nossa música preferida tocava na rádio, nossas tentativas culinárias... foram tantos momentos bons e felizes ao teu lado.

Tento entender como você conseguiu ser tão forte por todo este tempo. Sei que não foi fácil para você quando te ligava a noite e chorando desabafava dizendo tudo o que estava sentindo e havia acontecido naquele dia.

Te liguei várias vezes, você viu? Já são três horas da manhã e estou há vinte e quatro horas sem consegui dormir. Minha cabeça não para, meus pensamentos não se aquietam. Só consigo pensar em ti. Em nós. A madrugada quente também não ajuda. Faltam apenas duas horas para o sol nascer e ainda estou aqui na varanda, sentada, olhando pela janela. Lembra quantas vezes ficamos aqui neste mesmo lugar, enrolados num cobertor esperando o sol nascer? Foram tantas. As vezes o cansaço me vencia e terminava dormindo com minha cabeça encostada em teu ombro. Lembra de como fiquei desesperada ao te ver no hospital com a perna e o braço engessados depois daquele acidente de moto? Tanto que te pedia para usar o carro. Não queria te deixar sozinho por nem um segundo naquela época, apenas para poder cuidar de ti.

Sabe, só agora é que pude perceber o que eu realmente sentia, que era tudo mais que uma simples amizade. Como não percebi isso antes? Eu sempre te amei. (...) Demorou para entender, eu sei. Mas me fala, você vai ficar chateado comigo mesmo? Vai se afastar desse jeito? Agora eu já sei de tudo, precisamos conversar para decidimos o rumo que nossas vidas terão. Não desliga. Precisamos nos ver. (...) O que acha daqui a meia hora lá na cafeteria? Sim, aquela que fica aberta vinte e quatro horas ao lado do posto de gasolina. Pode pedir um expresso pra mim? Chegarei em meia hora. Beijo!

Você também vai gostar

2 Comentários

Seguidores