Antes de te dizer adeus

by - domingo, setembro 27, 2015

Foto: Tumblr
Sabe, não sei onde ou quando, mas em algum lugar da nossa história nos perdemos. Vivemos por muito tempo entre discussões, calmarias e mais discussões. Não sei o porquê, queria poder entender o motivo de nós nunca chegarmos a um consenso, se bem que agora, talvez tenhamos um finalmente.

Acho que nossa personalidade forte influenciou em muito tudo isso. Você e eu, dois teimosos, difíceis para dar o braço a torcer, e cada um sempre interpretando errado o que o outro tentava transparecer. Você sempre dizendo que eu queria dar ares de superior e eu dizendo o mesmo de ti, é estranho porque parecia uma competição do “não ficarei por baixo de você”. 

Você sempre dizia que conhecia mais a mim do que eu mesma, mas a verdade é que eu nunca deixei que isso acontecesse. Nunca me mostrei por inteira. Não sou esse monstro que você pensa, nunca fui compreendida ou interpretada por ti corretamente, você sempre teve uma opinião pré-formada. 

Foi ao teu lado que tive os sorrisos e lágrimas mais sinceros. Você sempre foi o meu melhor confidente, sempre me ouvindo nos meus dias de conflito interior, mesmo sem entender o motivo de eu estar daquele jeito ou achando até mesmo um saco tudo aquilo e culpando minha TPM que teve também sua parcela de culpa. Fomos mais que namorados, fomos amigos e sinceramente sinto falta dos nossos momentos de companheirismo.

Tu não percebes que a minha reação depende da tua? Se tu fores sínico, irônico e arrogante em alguma conversa comigo, eu também serei. E mesmo se não fores, mas se eu me achar ameaçada, eu serei do mesmo modo, é autodefesa. Não deveria ser, mas é.

Tento entender o porquê de todo esse tempo. Uma vez li que quando Deus coloca algo em nossa vida e não aprendemos a lição na primeira tentativa, ele vai e nos dar uma segunda vez. Será que aprendemos? Se sim, o que? Ando tentado observar, compreender.

Eu estava bem, juro. Todo esse tempo sem ti ver, sem falar contigo, sem brigas, sem nada. Eu já sabia que você estava bem, então porque não deixar tudo quieto?! Mas pelo contrário, mesmo tu estando muito bem e obrigado, resolveu tocar na ferida quase sarada e fazer voltar tudo aquilo. Lembro do teu choro e do meu, estávamos nos entregando naquele momento.

Eu teria muito mais a dizer, é tanta coisa e nada ao mesmo tempo. Mas, deixa para lá.

You May Also Like

1 Comentários

  1. Oii, tudo bem?
    Que texto forte! Deu pra sentir um pouco da angustia e da dor. Acredito que alguns relacionamentos são exatamente assim, e pra ser sincera, alguns deles não entendo porque terminam. Talvez só não seja o tempo certo.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

    ResponderExcluir